Siga-nos

Como lidar com um gato assustado?

O fato de os gatos possuírem uma personalidade forte não é segredo para ninguém. No entanto, eles também são extremamente sensíveis. Por esse motivo, é importante que saibamos como lidar com um gato assustado.

Graças a sua natureza introspectiva, muitas vezes identificar os sintomas de medo pode se tornar um desafio. Aprender a ler os pequenos sinais e lidar com o problema é importante para não submeter o animal a altos níveis de estresse, que podem ser extremamente prejudiciais à saúde.

No post de hoje, conversaremos sobre tais sinais e daremos ótimas dicas de como tranquilizar seu pet e mantê-lo livre do medo. Boa leitura!

Quais são os sintomas de um gato assustado?

Vários fatores podem desencadear o medo, que pode ser transcrito tanto em verdadeiros ataques de pânico, quanto em comportamentos mais retraídos. Situações como a presença de estranhos em casa, barulhos muito altos (como fogos, por exemplo) ou a ativação de gatilhos podem causar o problema.

Os gatilhos são muito comuns em gatinhos que já foram vítimas de maus-tratos, e que revivem a experiência ao se deparar com objetos ou atitudes familiares às apresentadas pelo seu agressor.

Alguns dos sinais que podem indicar que seu gatinho está assustado incluem:

  • vocalização excessiva, semelhantes a uivos ou choros;
  • episódios de agressividade (arranhões, mordidas ou o famoso ‘’fu’’), inclusive contra os tutores;
  • movimentação e posicionamento típicos;
  • passar muito tempo escondido, sem sair inclusive para comer ou fazer as necessidades;
  • fazer cocô ou xixi em locais inapropriados;
  • alterações comportamentais, como falta de apetite ou apatia;
  • lambedura excessiva de áreas do corpo;
  • tremores ou sustos ao menor barulho;
  • agitação extrema.

Vale a pena salientar que muitos desses sintomas podem indicar outros problemas de saúde. Por isso, não deixe de levar seu pet a um médico veterinário para descartar possíveis doenças!

Como lidar com o problema?

O principal modo de lidar com um gato assustado é identificar a causa do medo e minimizá-la ou removê-la do dia a dia do bichano. No entanto, muitas vezes isso não é possível, ou o animal possui traumas que levam tempo para serem superados.

Nesses casos, algumas dicas podem ser úteis para, pouco a pouco, acalmar o gatinho e reestabelecer a sua rotina. Confira:

Aumente o número de distrações

Em situações de tédio, os gatinhos assustados acabam por ficar ainda mais ansiosos e amedrontados. Por isso, estimulá-lo a ‘’sair da toca’’ e explorar o mundo com segurança é uma ótima pedida para resolver o problema.

Enriqueça o ambiente, disponibilizando brinquedinhos divertidos. Árvores de gato, por exemplo, são incríveis e proporcionam muita diversão, pois fornecem várias alternativas de distração em um único objeto. Outra opção são as caixas de papelão, uma eterna paixão dos gatos.

Considere o uso de catnip

Também conhecida como a erva-do-gato, a catnip é muito utilizada em produtos de petshop voltados aos bichanos. Você pode encontrá-la diretamente nos produtos ou separada, para que você mesma escolha onde usá-la.

Essa plantinha é muito famosa por seu efeito excitante, que relaxa os felinos, deixando-os mais destemidos e brincalhões.

Coloque uma música

Quem disse que os gatos não gostam de música? Assim como nós, os bichanos sabem apreciar essa linda arte e nós podemos utilizá-la como ferramenta de relaxamento dos gatos assustados.

Prefira músicas clássicas ou instrumentais relaxantes, como sons de chuva, por exemplo. No Youtube é possível encontrar playlists específicas para este propósito. Dê uma conferida!

Aposte em terapias alternativas

O uso de florais é um ótimo exemplo de terapia natural que pode ser utilizada para acalmar bichinhos estressados. Eles são uma combinação de extratos de plantas, e cada uma delas é direcionada a um problema.

Outras terapias também são reconhecidamente eficazes no tratamento contra o medo, como a acupuntura, que consiste na inserção de pequenas agulhas em pontos específicos do corpo. Esse procedimento deve ser feito por um profissional qualificado e é indolor.

Se você lida com um gato assustado, fique calma: isso não é o fim do mundo. Com muito amor e uma boa dose de paciência, é possível acalmar o gatinho e torná-lo mais sociável e tranquilo! Aproveite e confira nossas 10 dicas para lidar com um gato arisco. Até a próxima!

Postagens relacionadas
Meu gato não usa mais a caixa de areia
Meu gato não usa mais a caixa de areia, é possível identificar o motivo?
Como cortar unha de gato sem machucar o pet
Como cortar unha de gato sem machucar o pet
doenças de gatos
5 doenças de gatos que você precisa conhecer e como tratá-las
Caixa de areia para gatos
Caixa de areia para gatos: um guia para deixar tudo limpinho
Gato no cio: aprenda como cuidar das fêmeas
Gato no cio: aprenda como cuidar das fêmeas

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web

Aproveite para comprar sua areia agora