Siga-nos

Gato com medo dos fogos de artifício: saiba o que fazer

Quando se aproximam algumas datas comemorativas, como festas de fim de ano, Copa do Mundo ou outros eventos em que haja celebrações, é inevitável que surjam os fogos de artifício. Quem tem animais de estimação sabe o quanto eles são atingidos pelo som ensurdecedor vindo desses artefatos.

Gato com medo dos fogos não falta nessas ocasiões e você, leitor, se é dono de um deles, sabe o quanto eles sofrem nessas datas. A audição de um bichano é imensamente mais sensível quando a comparamos com a do ser humano e, por isso, ele precisa de atenção nesses momentos difíceis. Confira o que fazer nessas situações!

Entenda o problema

Pelo fato de a audição dos felinos ser extremamente sensível, sons estrondosos e muito altos significam ameaça e perigo para eles. Assim, podemos até encontrar pets que não se incomodam muito e, se o seu se enquadra nessa minoria, dê graças a Deus — você é uma pessoa privilegiada. 

Na verdade, a maioria age como se estivesse em um campo de guerra. Para estes, o problema toma uma enorme dimensão, e acredite: pode lhes trazer sérias consequências. Veja algumas delas:

  • ataques;
  • traumas;
  • fugas;
  • ferimentos graves;
  • convulsões;
  • quedas de andares altos;
  • mutilações;
  • morte.

O desespero, em algumas situações, é tão grande, que alguns animais fogem e até são capazes de se jogar de uma altura considerável.

Para tentar contornar o problema ou, pelo menos, amenizar o estresse, confira o que você pode fazer para que o seu pet fique mais tranquilo:

Neutralize o barulho

Uma boa forma de evitar que o barulho de fogos de artifício atordoe o seu pet é tentar neutralizá-lo. Para isso, lance mão de outro som para combatê-lo. Pode ser som de TV ou rádio. Evite, entretanto, sons com volume muito alto, uma vez que isso pode provocar efeito contrário e deixá-lo muito estressado.

Tente acostumar o seu pet com o som de fogos

Uma sugestão para deixar esses momentos em que há muitos fogos menos tensos é acostumar o seu gato com o som produzido por esses artefatos. Isso pode ser feito colocando um vídeo do Youtube, onde podem ser encontrados alguns sons de fogos.

Coloque o vídeo e mantenha o som baixinho. Ao mesmo tempo, brinque de bolinha ou com algo com o qual ele se divirta muito. Se ele estranhar o som, baixe um pouco e vá aumentando gradativamente. Repita o procedimento por vários dias, para quando chegar o período de fogos ele estar um pouco familiarizado com o som.

Não dê broncas em seu felino por ele sentir medo

Não brigue com o seu pet quando ele demonstrar sentir muito medo ao escutar certos tipos de sons. Entretanto, evite confortá-lo, visto que ele vai associar essa reação à recompensa e concluir que atitudes desse tipo são adequadas. Você deve agir como se nada estivesse acontecendo, evitando dar importância demasiada ao fato.

Acostume o seu gato a diversos barulhos

Acostume o seu pet aos variados sons que possam assustá-lo, como barulhos de tempestades, aspirador de pó, fogos, sirenes, gritos de gol, campainha, entre outros.

Uma boa dica é gravar esses sons e acostumá-los diariamente com eles. Comece a colocá-los baixinho para ir, aos poucos, aumentando — até que o seu gato se acostume a eles ou, pelo menos, não se assuste tanto na hora de ouvi-los.

Ofereça florais de Bach para o gato com medo dos fogos

Os florais de Bach são uma boa alternativa para manter o seu gato mais tranquilo, principalmente em momentos de muito estresse. Já existem no mercado os de uso veterinário, que possuem especificações para os mais variados problemas, e o medo e o estresse são alguns deles.

No entanto, os resultados obtidos com o uso dos florais não são imediatos, aconselhando-se o início do tratamento com algumas semanas de antecedência. De nada adianta oferecer ao seu gato gotinhas de florais no dia da queima de fogos.

O que você achou deste artigo sobre gato com medo dos fogos? Gostou das dicas para fazê-lo lidar melhor com o barulho que esses artefatos provocam? Compartilhe, então, este texto com os amigos nas suas redes sociais e contribua para que eles também saibam lidar com esse tipo de situação!

Postagens relacionadas
brinquedos para gatos
Como fazer brinquedos para gatos: 5 dicas incríveis
adestrar gatos sem estresse
Aprenda como adestrar gatos sem estresse
Seu gato arranha móveis?
Seu gato arranha móveis? Aprenda como resolver esse problema
Meu gato não usa mais a caixa de areia
Meu gato não usa mais a caixa de areia, é possível identificar o motivo?
Gatos amigos: 5 dicas para construir uma linda amizade
Gatos amigos: 5 dicas para construir uma linda amizade
2 Comentários
  • Olá! Meu gatinho apareceu sem pelo abaixo da patinha. Acredito que ele próprio arrancou com as lambidas. É possível isso ou pode ser o sintoma de alguma doença?

    • Oi Geisa, pode ser somente das lambidas do “banho” que eles mesmos se dão mas pode também estar relacionado com algum outro problema. Não é muito comum caírem os pelos assim, gatos que se lambem muito podem estar estressados ou ansiosos. Além disso pode ser algum problema de pele que ele tenha. Leve-o a um veterinário para uma avaliação. Abs Equipe Areia de Gato

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web

Aproveite para comprar sua areia agora